Translate

quarta-feira, 12 de março de 2014

Série Passos na Fotografia - Com Câmera e Lentes em Mãos, E Agora?

No post anterior da série, finalizamos as observações com respeito a fase de aquisição inicial de equipamentos. É uma fase que costuma deixar as pessoas mais ansiosas, pois envolve um custo para o qual ainda não temos certeza se será correto, principalmente quando somos apenas amadores. 

Após estar com a câmera que escolheu em mãos, é hora de começar a fotografar, a usufruir do equipamento novo. Porém, as fotos não aparecem do nada no cartão de memória e nem o resultado torna-se melhor apenas pelo fator de estar com um bom equipamento em mãos. É quando se faz necessário conhecer o equipamento que se tem, lendo o manual repetidas vezes até ter consciência de todas as possibilidades de ajustes que lhe são oferecidas. Ler, pelo menos, o quick start do manual é o que recomendo fazer antes mesmo de realizar o primeiro click. Algumas informações básicas que considero fundamentais conhecer antes de sair usando o equipamento:

  • Modos disponíveis 
    • Manual (M);
    • Prioridade de Abertura (A ou Av);
    • Prioridade de Velocidade do Obturador (S ou Tv);
    • Programável (P);
    • Automático (Auto).
  • Limites operacionais (temperatura, altitude, etc.);
  • Configurações disponíveis
    • Qualidade e tamanho JPEG;
    • Ajuste de parâmetros JPEG - nitidez, contraste, saturação, etc.;
    • Captura em RAW;
    • Ajuste de data e hora;
    • Foco automático/manual;
    • Sistema de medição de exposição (pontual, ponderado, matricial)

Exemplo dos dials de controle da Nikon Df. As câmeras podem ter botões de acesso  direto no corpo como acima, como também configurações em menus na tela de LCD.

Com um certo conhecimento do funcionamento da máquina, é só apontar e apertar o dedo, certo? Depende do seu objetivo. Acredito que se o seu objetivo fosse apenas pegar uma câmera e sair fotografando a esmo, não estaria procurando maiores informações a respeito na internet. Assim, com esse objetivo de se tornar um fotógrafo melhor em mente, o caminho natural é fazer um curso de fotografia - que poderia ser feito até mesmo antes de investir em um equipamento fotográfico mais robusto, para efetuar uma compra mais embasada, ou caso não tenha disponibilidade para tanto (e mesmo para os que fazem curso), o passo seguinte é ler bastante. Existem excelente cursos online também, inclusive gratuitos.

Para começar a usar bem o equipamento que tem em mãos, considero fundamental conhecer os conceitos básicos da fotografia, que podem ser encontrados em diversas fontes online e livros de fotografia para iniciantes, geralmente intitulados como manuais de fotografia. Existe uma gama enorme de alternativas e consultar fóruns e ler críticas online podem ajudar bastante na escolha de um livro mais alinhado com as suas intenções. 

Um dos conceitos mais básicos para se começar a ter controle sobre as suas fotos é o triângulo da exposição. A exposição de uma foto, ou a grosso modo a iluminação da mesma, depende da combinação dos três fatores constantes no diagrama. 

Aliado ao estudo da parte técnica da fotografia, pode ser bastante interessante e complementar ao conhecimento adquirido buscar informações sobre grandes nomes da história da fotografia e da pintura. Entender como conceitos do universo da pintura foram adaptados para a fotografia e adaptá-los para o seu uso será, sem dúvida, algo que contribuirá para que passe da foto tecnicamente perfeita àquela que será admirada e contemplada pela sua beleza e esmero.